Pesquisar
Close this search box.

O que é Liderança Criativa?

O que é Liderança Criativa
O que é Liderança Criativa

Ser criativo importa, e muito!

Apontada como uma das competências profissionais mais desejáveis pelas empresas, segundo o Fórum Econômico Mundial, a Liderança Criativa hoje ocupa o top five no ranking das habilidades requeridas por gestores (e você não pode ficar de fora do assunto!).

Para se ter ideia, a IBM realizou um estudo com 1.500 CEOS e constatou: a criatividade foi uma das qualidades de liderança citadas por eles como a mais relevante.

O contrário também foi comprovado. O Relatório Global de Índice de Talentos da The Economist revela que a ausência da atribuição é percebida como a falha mais séria nas contratações atuais. Preparamos um artigo que resume a addplay sobre o tema (assista o vídeo completo aquie tem como convidado Márcio Pereira executivo e Diretor de TI.

Ele dá o tom da conversa e explica por que essa característica é tão necessária para os líderes que desejam vencer essa nova era complexa, repleta de transformações ativas e constantes.

Cultura de dados: Não há mais espaço para “achismo”

Um ponto importante, que soa para alguns como contraditório: priorize o problema, e não a solução. Essa é a dica de Luiz Felipe Villar, consultor de inovação da add.

Millennials e Centennials: A batalha começa agora

Um líder precisa entender sobre pessoas para inspirá-las. Isso é fato.

Mas como lidar com a nova geração, chamadas de Y (ou Millennials) e Z (Centennials, Plurais, iGeneration…), que chega ao mercado mudando por completo o modelo corporativo tradicional?

Ignorar a necessidade de compreender seus anseios, engajá-los e reter talentos não parece uma boa ideia… Sabe por quê?

Porque juntas, as gerações Y e Z representam 59% da população mundial, segundo estudo do Bank of America Merrill Lync. Em 2020, a pesquisa calcula que eles serão 60% da força de trabalho. Em 2025, o número alcança 75% dos trabalhadores mundiais*.

*Fonte: Revista Pegn

Ou seja, a batalha deve começar agora! A nomenclatura não importa. O primeiro passo é entender quem são e como se comportam:

O que os define? Podemos afirmar, em consenso: muitas ideias e alguns ideais na bagagem, que nem sempre visam o lucro.

O que os motiva? Resumidamente, uma causa ou princípio, o senso de pertencimento, o compartilhamento de experiências, a flexibilidade e novos desafios.

‘Mudar o mundo’ − ou fazer a diferença nele — parece ser o que move os profissionais de hoje. Que os impulsiona para o futuro, potencializa suas habilidades e aflora suas qualidades.

Inspirar > Liderar

A partir de então, como o líder deve agir? Para Márcio Pereira, “inspirar com propriedade, vale mais do que liderar”.

– “Ter proximidade, identificar o potencial e habilidades individuais, estar aberto a entender o que acontece em cada ciclo. Os clientes e profissionais esperam uma liderança com esse aspecto”, aponta.

Por isso, líderes criativos precisam acreditar num propósito para inspirar pessoas a seguirem esse caminho e se conectarem à uma causa. Eles sabem o que (produto/serviço), como (processos/valores) e por que (propósitos/crenças) estão envolvidos em algum projeto.

Gestão 3.0: Sinta o calor do fogo

Indicadores, KPI, ROI, MVP, MVC… Termos novos e corriqueiros na rotina atual. Esse novo ‘dicionário’ é carregado de dinamismo e complexidade, palavras que definem os tempos modernos.

Para gerar motivação e engajamento nesse cenário volátil, coloque um elemento mágico: a comunicação, triunfo da Gestão 3.0.

Uma comunicação eficaz é essencial, pois sabe tocar a alma humana com segurança e chegar ao cérebro a ponto de interferir na tomada de decisões. Sem ela, nenhuma mensagem pode ser recebida — ou melhor, compreendida — corretamente, criando ruídos que prejudicam todo o processo.

Enquanto líder, entenda o que, e com quem está falando. Isso ajuda a emitir a mensagem da melhor forma possível e garantir a proximidade com o liderado.

“Saia do pedestal, do ar condicionado. Sinta o calor do fogo para incentivar seu time como líder”, indica Márcio.

Por isso, ao invés de focar em cargos e hierarquias, priorize pessoas. São elas que fazem a sua empresa, e não o inverso.

“O acaso favorece apenas a mente preparada”

Pasteur

Compartilhar
LinkedIn
Facebook
X
Ícone raddar add

Inscreva-se no raddar

Fique por dentro das novidade e tendências em Inovação, Agilidade e Tecnologia.

raddar add